top of page

fim do carnaval

Entre disfarces, diabos, gatinhos e coelhos desordenados conversando com bicos de peito e de pato, tudo é dourado sob a luz do sol de um mundo que não é nem meu, nem seu e jaz apenas uma casa na árvore de janela aberta para deixar a poeira entrar.

Hoje varri a purpurina do chão da sala.

bottom of page